Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil– 14/11/17

Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil

Em 12 de outubro de 1717 chegava o governador de Assumar em Guaratinguetá, SP. A Câmara da Vila notificou então os pescadores que apresentassem todo o peixe que pudessem para o governador. Entre muitos, foram pescar Domingos Martins Garcia, João Alves e Felipe Pedroso até o porto de Itaguaçu, sem nada pescar. Eis que João Alves lançando a rede de rasto neste porto, tirou o corpo da Senhora, sem cabeça, e, lançando mais abaixo outra vez a rede, tirou a cabeça de mesma Senhora. A imagem encontrada media 38 cm de altura e cor bronzeada. Continuando a pescaria, pescaram muitos peixes e logo perceberam o milagre. Os pescadores levaram a imagem para as suas casas; alguns sinais milagrosos começaram a acontecer, o que chamou a atenção do Pe. José Alves Vilela, pároco de Guaratinguetá, SP, que decidiu construir uma capela para o crescente número de devotos da Virgem. Entre os grandes milagres conta-se o do escravo, ocorrido em 1790: suas correntes se soltaram das mãos quando ele implorava a proteção de Nossa Senhora Aparecida diante da imagem. Depois esta capela foi substituída por outra maior no morro dos Coqueiros em 1745, morro que tomou o nome de “Aparecida”. Em 1846 foi iniciada a construção de uma igreja maior. Em 1884 a Princesa Isabel doou uma coroa a Nossa Senhora Aparecida para pagar uma promessa feita a Ela, em que pedira, em 1868, um herdeiro para o trono. Sete anos após ter feito o pedido, a princesa Isabel deu à luz D. Pedro de Alcântara. Em 1884 a princesa retornou a Aparecida com a coroa e com os três filhos, D. Pedro de Alcântara, D. Luiz Felipe e D. Antônio. A Coroação aconteceu em 1904.

Em 1930 o Brasil foi solenemente consagrado a Nossa Senhora Aparecida pelo Cardeal D. Sebastião Leme na presença do Presidente da República Washington Luiz. O Brasil era consagrado definitivamente e para sempre a Nossa Senhora. D. Pedro I, o primeiro Imperador, confirmando antiga provisão de Sua Majestade o rei de Portugal do ano de 1646, declarou a Virgem da Conceição Padroeira do Brasil. O Papa Pio XI proclamou Nossa Senhora Aparecida Padroeira principal de todo o Brasil. Aos 16 de julho de 1930 publicava no “Motu proprio”: “(…) por conhecimento certo e madura reflexão Nossa, na plenitude de Nosso poder apostólico, pelo teor das presentes letras, constituímos e declaramos a mui Bem-aventurada Virgem Maria concebida sem mancha, sob o título de “Aparecida”, Padroeira principal de todo o Brasil diante de Deus”. No ano de 1980 foi então abençoada a nova e grande Basílica pelo Papa João Paulo II. brasileiro está sob o manto protetor da Mãe de Deus e nossa.

A nova basílica foi concluída em sua parte principal em 1980; tem 23.000 m² e área coberta de 18.000 m². A lotação normal é de 45.000 pessoas, podendo chegar a 70.000 pessoas. É a grande casa da Mãe do povo brasileiro: simples, pobres, ricos, coxos, aleijados, doutores e analfabetos veem ali para pedir a bênção e a proteção de sua Mãe. É comovente ir a Aparecida do Norte e participar de uma Santa Missa, com o povo lotando a enorme Basílica. E o templo está cada vez mais bonito, para a glória de Nossa Senhora; e é o povo mais pobre e humilde que custeia isso com suas doações. É a Casa Santa desse povo de Deus. É ali que Ela nos abençoa.

Fonte: Professor Felipe Aquino da Comunidade Canção Nova